NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

O primeiro-ministro, António Costa, é recebido hoje, em Otava, pelo homólogo canadiano, Justin Trudeau, num dia que será marcado por encontros de caráter institucional e por uma visita a uma fábrica da empresa portuguesa Frulact.

Durante os quatro dias de visita oficial ao Canadá, além de contactos com a comunidade portuguesa residente neste país (cerca de 450 mil cidadãos), o primeiro-ministro terá uma forte agenda económica, sobretudo tendo como objetivo tirar o máximo partido do acordo de livre comércio, assinado em 2016 entre este país da América do Norte e a União Europeia, o CETA.

 

António Costa chegou a Otava ao fim da tarde de quarta-feira e seguiu logo para um encontro com a comunidade portuguesa no Centro Recreativo Português Lusitânia.

 

No discurso feito perante cerca de duas centenas de portugueses e lusodescendentes, o primeiro-ministro considerou que "o acordo de livre comércio com o Canadá é uma grande oportunidade para Portugal - uma oportunidade que o país não pode perder".

 

"A comunidade portuguesa aqui residente é um excelente cartão de visita", acrescentou na sua intervenção.

 

Hoje, de manhã, no centro da capital canadiana - cujas principais ruas estão enfeitadas com bandeiras nacionais -, além do encontro a sós com Justin Trudeau, o líder do executivo português terá reuniões com a governadora geral do Canadá, Julie Payette, e com os presidentes do Senado e da Câmara dos Comuns, respetivamente George Furey e Geoff Regan.

Ainda neste dia, após um almoço no parlamento de Otava oferecido pelo Grupo Parlamentar de Amizade Portugal/Canadá, o primeiro-ministro desloca-se a uma cidade a 170 quilómetros de distância, Kingston, onde a empresa portuguesa Frulact abriu uma fábrica.

 

Nesta cidade canadiana, a Frulact abriu no ano passado uma fábrica para adicionar recheios de fruta à base de iogurte, funcionando esta unidade produtiva como uma plataforma de fornecimento para quase todo o território canadiano.

Até sábado, dia em que regressa a Portugal, o primeiro-ministro passará ainda por Toronto, num programa marcadamente económico em que terá a companhia do chefe do Governo canadiano, e por Montreal, no Quebeque, aqui numa jornada dedicada à língua, cultura e arquitetura portuguesa.

 

Integram a comitiva de António Costa nestes quatro dias de visita oficial ao Canadá, o ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral, os secretários de Estado das Comunidades, José Luís Carneiro, e da Internacionalização, Eurico Brilhante Dias, e o presidente da AICEP (Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal), Luís Castro Henriques.

 

Com o primeiro-ministro viajam ainda o presidente do Governo Regional dos Açores, Vasco Cordeiro (a maioria dos membros da comunidade portuguesa no Canadá tem origem açoriana), e o antigo comissário europeu e ministro socialista António Vitorino, que atualmente é candidato ao cargo de diretor geral da Organização Internacional para as Migrações.

Partilhar