NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

O uso recreativo de canábis é proibido na Austrália, que legalizou a sua utilização para fins medicinais em 2016.

A Austrália decidiu hoje autorizar a exportação de canábis para fins terapêuticos, visando aumentar as oportunidades de negócios dos produtores locais e tornar o país num líder mundial.

 

“É uma etapa muito importante para os nossos doentes e para a produção nacional”, declarou o ministro da Saúde australiano, Greg Hunt, à cadeia ABC.

 

Uma primeira exploração recebeu, em março, autorização para produzir canábis medicinal, seguindo-se várias outras, dado que o Governo considera que esta é uma atividade económica de futuro.

 

“A existência de um mercado australiano e de um mercado internacional vai melhorar a longevidade desta atividade na Austrália”, disse.

 

Hunt acrescentou que a Austrália quer ser “o primeiro produtor de canábis para fins terapêuticos do mundo”, mas uma das condições para obter uma licença de exportação é aceitar que o mercado doméstico deve continuar a ser a prioridade do produtor.

 

O uso recreativo de canábis é proibido na Austrália, que legalizou a sua utilização para fins medicinais em 2016.

Partilhar