NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

Como é que se consegue gerir um movimento com mais de 3.600 voluntários, 120 empresas e 27 projetos em curso? Ao SAPO TEK, Liliana Pinho, coordenadora de comunicação do tech4COVID19, revelou que tudo passa por uma autêntica “máquina administrativa” e por muito espírito de colaboração e de entreajuda.

Para lá do B2B ou B2C, o tech4COVID19 afirma-se como H2H, ou Human to Human. O movimento que surgiu de uma conversa informal entre fundadores de startups tecnológicas, rapidamente evoluiu para se tornar num movimento que quer encontrar soluções tecnológicas para ajudar o país na luta contra a COVID-19. Para perceber como se gere um movimento com tão grandes ambições, o SAPO TEK falou com Liliana Pinho, coordenadora de comunicação do tech4COVID19. 

 

Por trás dos mais de 3600 voluntários, 120 empresas e 27 projetos em desenvolvimento há uma autêntica “máquina administrativa” que tem como função garantir que todos os projetos apresentados são, de facto, viáveis e concretizáveis.

 

Mais aqui

Partilhar