NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

É no Porto e em Lisboa que os anfitriões do Airbnb mais contribuíram para a taxa turística em Portugal. Apenas em 2018, os anfitriões em todo o país receberam mais de 3,37 milhões de chegadas de hóspedes.

Desde 2016, que os anfitriões na plataforma Airbnb no Porto e em Lisboa contribuíram com mais de 16,8 milhões de euros em taxa turística.

 

Num comunicado enviado ao Jornal Económico, esta terça-feira, a própria empresa informa que a plataforma entregou à Câmara Municipal de Lisboa mais de 13 milhões de euros de taxas recolhidas em nome dos anfitriões, desde 2016. No Porto, a Airbnb entregou quase 3,8 milhões de euros desde maio de 2018.

 

Apenas em 2018, os anfitriões em todo o país receberam mais de 3,37 milhões de chegadas de hóspedes.

 

Segundo os dados da Airbnb, em 2016 caíram 1,7 milhões de euros na conta do município de Lisboa, em 2018 registaram-se 4,5 milhões e no primeiro semestre já atingiram os 3 milhões de euros. No Porto, registou-se 2,5 milhões no ano passado e este ano os valores ascendem os 1,2 milhões.

 

No ranking de países onde a Airbnb teve maior impacto económico, Portugal ocupa a décima posição, situando-se atrás dos Estados Unidos, França e Espanha que ocupam o pódio. Tanto os viajantes como os anfitriões impulsionaram um crescimento na plataforma em 30% e no final, as contas ascenderam mais de 2 mil milhões de euros no impacto económico direto em Portugal.

Partilhar