NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

A Turquia não desiste das relações económicas com o Ocidente. Os empresários portugueses podem vir a ser parceiros privilegiados, diz o presidente do ISPAT, a AICEP turca, em entrevista exclusiva.

Quais são os principais setores que interessam à Turquia em Portugal?

 

A relação económica do nosso país com Portugal seguiu uma tendência de crescimento nos últimos anos. O volume do comércio bilateral, que foi de 231 milhões de euros em 2000, atingiu os 1,26 mil milhões em 2017. As exportações aumentaram 24,6%, para 682,5 milhões de euros, e as importações aumentaram 4%, para 575,9 milhões, um superavit comercial de 106,6 milhões a favor da Turquia. Numa base setorial, posso dizer que as empresas que operam nos setores dos componentes automóveis, máquinas e equipamentos, energia, agroalimentar e que tenham em vista ampliar as suas operações para novos mercados da região (Ásia Central e Médio Oriente e leste), usando a Turquia como um centro de produção, são de interesse para nós.

 

Artigo publicado na edição semanal do Jornal Económico. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Partilhar