NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

Os edifícios concluídos em Portugal, no 1º trimestre de 2018, foram 3,5 mil, ou seja mais 20% do que o ano anterior. Licenciados totalizaram 5,1 mil, mais 2%.

Segundo o INE - Instituto Nacional de Estatística, no 1º trimestre de 2018, os 3,5 mil edifícios em Portugal, correspondem na sua maioria a construções novas (72,0%), das quais 69,8% tiveram como destino a habitação familiar.

 

Os novos edifícios em Portugal aumentaram 24,7% face ao 1º trimestre de 2017 e as obras de reabilitação cresceram 9,5%. Em comparação com o trimestre anterior, as obras concluídas para construções novas cresceram 4,7%, enquanto as obras de reabilitação aumentaram 0,7%.

 

2,7 mil fogos concluídos destinaram-se a construções novas para habitação familiar, correspondendo a um acréscimo de 36,8% face ao 1º trimestre de 2017 (+26,0% no 4º trimestre de 2017).

 

Nos licenciamentos, para edifícios de construções novas registou-se um acréscimo de 6,3% (+3,5% no 4º trimestre de 2017), enquanto no licenciamento para reabilitação se registou uma diminuição de 20,7% (-12,1% no 4º trimestre de 2017).

 

Comparativamente com o trimestre anterior, o número de edifícios licenciados aumentou 18,3% (-4,0% no 4º trimestre de 2017) enquanto nos edifícios concluídos se observou uma variação de +3,6% (+0,7% no 4º trimestre de 2017).

 

O INE avança ainda que do total de edifícios licenciados, 70,7% dizem respeito a construções novas e, destas, 70,3% destinaram-se a habitação familiar. Os edifícios demolidos (504 edifícios) corresponderam a 9,8% do total de edifícios licenciados no 1º trimestre de 2018.

 

No período em análise, as obras licenciadas para construções novas em Portugal cresceram 6,3% face ao 1º trimestre de 2017, enquanto as obras de reabilitação decresceram 20,7%. Face ao trimestre anterior, o licenciamento para construções novas aumentou 22,2%, enquanto as obras de reabilitação diminuíram 5,5%.

Partilhar