NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

É de saudar a iniciativa do Governo Regional em auscultar na passada sexta-feira, no âmbito da Invest Madeira, os responsáveis pela esmagadora maioria do investimento externo na Região Autónoma Madeira, as empresas de management que operam no âmbito do Centro Internacional de Negócios da Madeira (CINM).

A Invest Madeira – Internacionalização e Investimento Externo - tem como missão assegurar a materialização da diplomacia económica externa da Região Autónoma da Madeira com vista a multiplicar e reforçar os contactos com investidores e captar capitais estrangeiros, abrindo novas oportunidades de negócio para os produtos e empresas madeirenses.

 

Como ferramenta da diplomacia económica da Região Autónoma da Madeira a Invest Madeira deverá entre muitas das suas funções fomentar um rol medidas e soluções que facilitem a rápida e eficiente operacionalização dos investimentos realizados por investidores internacionais, sejam eles pessoas colectivas ou UHNWIs (indivíduos com um património líquido elevado).

 

A operacionalização da Invest Madeira, deve, não só assentar no input dos stakeholders regionais e no conhecimento adquirido que estes obtêm através da sua experiência profissional no exterior, mas também em adoptar as melhores práticas internacionais praticadas tanto pela AICEP, como por outras agências de diplomacia económica de pequenas economias insulares, nomeadamente pequenas economias insulares não soberanas com elevado grau de autonomia político-administrativa.

 

A Invest Madeira terá uma longa, árdua e hercúlea missão pela frente a qual é primordial para o desenvolvimento socioeconómico sustentável da Região Autónoma da Madeira, sendo por isso necessário adoptar um conjunto de medidas que permita esta defender a Região Autónoma da Madeira na arena internacional onde competirá com outras jurisdições insulares por investimento estrangeiro. Urgem medidas de carácter de eficiência fiscal (i.e. sistema fiscal próprio), de qualificação dos recursos humanos em múltiplas áreas (a UMa não pode continuar a descurar o CINM quer em termos académicos, quer em termos de formação dos seus alunos) e de facilitação do investimento por via da coordenação dos diferentes níveis da administração pública regional e municipal envolvida no processo de “recepção do investimento”. É também imperativo que a comunicação que a Invest Madeira teve na passada sexta-feira com os staekholders se mantenha num âmbito não só informal, mas também formal.

 

Mais do que nunca, um excelente desempenho na captação de investimento (e talento) internacional exige-se não só à Invest Madeira, mas também ao Governo Regional da Madeira, como um todo, e à Universidade da Madeira.


“O investimento em conhecimento paga o melhor juro” - Benjamin Franklin, VI Presidente da Pensilvânia.

Partilhar