NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

As exportações de vinho Madeira para a União Europeia registou um aumento de 0,4% nas vendas, no segundo trimestre, contudo caíram 9,9% em termos de receitas. As vendas de vinho Madeira para o território nacional caíram 83% e as receitas 87%. No mercado regional as vendas desceram 85% e as receitas 89%.

As vendas e as receitas vindas do vinho Madeira registaram quebras de 26% e 41%, para os 614 mil litros e 2,8 milhões de euros, no segundo trimestre, quando comparado com o ano anterior, de acordo com os dados da Direção Regional de Estatística (DREM). A descida é justificada pelos efeitos da pandemia do coronavírus covid-19.

 

Apesar das quebras a exportação de vinho Madeira para a União Europeia registou um aumento de 0,4% nas vendas, contudo caíram 9,9% em termos de receitas. Mas as exportações para países terceiros tiveram quebras de 32% e de 40% em vendas e receitas.

 

As vendas de vinho Madeira para o território nacional caíram 83% e as receitas 87%. No mercado regional as vendas desceram 85% e as receitas 89%.

 

Já no primeiro semestre as vendas e receitas vindas do vinho Madeira apresentam descidas de 15% e 18%. Os mercados extracomunitários, comunitário e nacional registam quebras de 16%, 2% e 49% em termos de vendas. Já nas receitas verificam-se descidas de 11%, 7% e 46% nos mercados extracomunitário, intracomunitário e nacional.

 

Em termos de mercados a direcção regional de estatística salienta que as vendas e receitas da Holanda quebraram 80% e 71%, as do Canadá tiveram descidas de 67% e 60% em vendas e receitas. Em subida as vendas e receitas vindas da Suécia na ordem dos 80% e 56%, a China teve subida de vendas e receitas de 37% e 90%, e a Alemanha subiu as vendas e receitas em 30% e 28%.

Partilhar