NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

A Câmara de Idanha-a-Nova e a HVCZ Industries, empresa do Grupo Veracruz, assinaram um memorando de entendimento para a instalação de uma fábrica de amêndoa no concelho.

A Câmara de Idanha-a-Nova e a HVCZ Industries, empresa do Grupo Veracruz, assinaram um memorando de entendimento para a instalação de uma fábrica de amêndoa naquele concelho, investimento que ronda os 13 milhões de euros, foi esta quarta-feira anunciado.

 

"Este memorando de entendimento visa criar condições para que o Grupo Vera Cruz instale em Idanha um equipamento industrial para descasque de amêndoa, numa propriedade com cerca de 194 hectares que o município de Idanha-a-Nova irá ceder, no âmbito da estratégia de acolhimento empresarial do nosso 'Green Valley Food Lab", refere, em comunicado, o presidente do município local, Armindo Jacinto.

 

O memorando recentemente assinado prevê a cedência de um prédio rústico para a instalação do equipamento industrial para o descasque e armazenamento de amêndoas, bem como de uma unidade de transformação das mesmas e de todos os processos industriais associados a essas operações.

 

Prevê também a plantação de amendoal com desenvolvimento de um projeto-piloto para conversão em modo de produção biológico.

 

"O amendoal a instalar será convertido em amendoal intensivo biológico, com o apoio dos membros do CoLab (Laboratório Colaborativo), que tem sede em Idanha e que junta cerca de 15 entidades a colaborar no desenvolvimento de técnicas de produção alimentar saudável e sustentável, incluindo instituições académicas, grandes empresas e 'startups'", explica o autarca deste município do distrito de Castelo Branco.

 

De acordo com o projeto definido, o Grupo Veracruz, através da HVCZ Industries, irá instalar no concelho de Idanha-a-Nova, junto de terrenos onde já é desenvolvida a atividade agrícola, o equipamento industrial para o descasque e armazenamento de amêndoas, que inclui uma fábrica, armazéns e demais instalações, incluindo a receção das matérias-primas e escoamento para o mercado dos produtos finais.

 

A empresa compromete-se a privilegiar postos de trabalho residentes no concelho de Idanha-a-Nova, recorrer a prestadores de serviço locais e colaborar com a Câmara de Idanha-a-Nova e outras entidades públicas locais na promoção da região.

 

Além disso, compromete-se ainda a desenvolver os necessários estudos económicos e financeiros com vista à implementação, em conjunto com a Câmara de Idanha-a-Nova, da conversão da cultura de amêndoas para modo de produção biológico.

 

O Grupo Vera Cruz tem um projeto de investimento para os municípios de Idanha-a-Nova e do Fundão, iniciado no ano passado, que é um dos mais significativos alguma vez realizados na região, envolvendo a plantação de três milhões de amendoeiras, numa área até cinco mil hectares, dos quais dois mil estão localizados no concelho de Idanha-a-Nova.

 

Com um investimento total estimado de 50 milhões de euros, o Grupo Veracruz prevê a produção de quatro mil toneladas anuais de amêndoas, colocando-se assim entre os maiores produtores de amêndoa da Europa.

Partilhar