NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

A reabertura deste empreendimento deverá gerar uma centena de postos de trabalho.

O Bairro Alto Hotel vai reabrir ao público em abril do próximo ano, 18 meses após ter sido sujeito a obras de requalificação, anunciou ontem o diretor-geral da unidade, João Prista von Bonhorst, que não quis avançar o montante envolvido na empreitada.

 

Inserido numa zona nobre da cidade, na Praça Luís de Camões, em Lisboa, o icónico hotel está fechado desde novembro do ano passado para ser totalmente remodelado e ampliado. A sua reabertura deverá gerar uma centena de postos de trabalho.

 

O hotel contará com 87 quartos e suítes — antes da intervenção eram 55 -, um centro de Wellness & Fitness, no último piso, salas de reunião e um auditório. Outras das novidades é a chegada do chef Nuno Mendes ao empreendimento como novo diretor criativo de Food & Beverage, enquanto Bruno Rocha assume a função de chef executivo.

 

João Prista von Bonhorst, que falava com a imprensa à margem da apresentação do novo responsável pelos espaços de restauração do hotel, disse que estão já disponíveis reservas para maio [dia 11] de 2019. “A primeira reserva caiu poucas horas depois de termos aberto as vendas [dia 15 de setembro”, congratulava-se, acrescentando que o preço médio por noite deverá variar “entre os 350 euros e os 400 euros”.

 

“Estamos a investir nos mercados que mais nos interessa”, disse ainda, referindo-se à Europa e América Latina, nomeadamente Brasil, México, Chile e Colômbia, assim como a Austrália, Canadá, Estados Unidos da América.

 

O empreendimento é membro da cadeia The Leading Hotels of the World, uma organização americana que representa mais de 450 dos melhores hotéis, resorts e spas do mundo, localizados em mais de 80 países.

 

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

Partilhar