NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

Nunca o Portugal 2020 tinha aberto um concurso tão grande para os empresários que procuram os incentivos comunitários para investirem em atividades inovadoras de norte a sul do país.

Na sequência da reprogramação do Portugal 2020 firmada com a Comissão Europeia no dia 7, e do protocolo firmado com 14 instituições de crédito no dia 10, a rede dos sistemas de incentivos ao investimento empresarial do Portugal 2020 lançou, no dia 11, o maior concurso desta nova geração de incentivos à inovação produtiva, que agora combinam os tradicionais subsídios europeus a fundo perdido com novos empréstimos bancários sem juros para os empresários.


Ao todo, são €501 milhões que estão agora em competição, dos quais €283,5 milhões são incentivos não reembolsáveis vindos do Portugal 2020 e €217,5 milhões são incentivos a reembolsar pelos empresários às instituições de crédito no prazo de oito a dez anos.


Por estes empréstimos de longo prazo não são cobrados quaisquer encargos aos empresários, já que o Governo negociou com o sistema financeiro quais os juros e as comissões de garantia que o Portugal 2020 terá de suportar para reduzir o risco deste negócio para a banca. Os spreads máximos a pagar aos bancos variam entre os 1,7% e os 3,1%, em função do risco e dos escalões de rating das empresas apoiadas.

 

Consulte o artigo.

 

Partilhar