NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

O presidente da Câmara de Comércio e Indústria Portugal Angola (CCIPA) considera que as empresas portuguesas só terão mais presença em Angola se houver mais financiamento, destacando iniciativas como o Compacto para o Desenvolvimento dos Países Lusófonos.

"Não haverá mais crescimento e mais presença das empresas portuguesas em Angola se não houver financiamento, é o ponto de partida que temos de assumir", disse João Traça em declarações à Lusa nas vésperas da assinatura do Comapcto específico para Moçambique, um instrumento de financiamento do Banco Africano de Desenvolvimento (BAD) com garantias do Estado português.

 

"Estando assegurado o financiamento, é preciso ver se os empresários têm apetite por Angola e pelos restantes países em África, nomeadamente os que falam português", acrescentou, notando que "provavelmente os empresários não têm ainda a informação necessária".

Partilhar