NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

O Índice de Preços da Habitação (IPHab) registou uma variação média anual de 9,6% no ano passado. Segundo dados disponibilizados hoje pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), o preços das casas continuam a subir mas nota-se um abrandamento: face a 2018, nota-se uma descida de 0,7% no crescimento.

As habitações existentes revelam um aumento médio anual superior ao verificado nas habitações novas: 10,1% e 7,6%, respectivamente, indica ainda o INE.

 

Considerando apenas o quarto trimestre de 2019, os preços das casas em Portugal saltaram 8,9%. Neste caso, a desaceleração é ainda mais evidente, registando-se uma quebra de 1,4% no aumento dos preços face ao trimestre anterior.

 

Nos últimos três meses do ano, o crescimento dos preços das habitações existentes fixou-se nos 9,8%, o dobro da taxa de variação observada nas habitações novas (4,9%).

 

No total de 2019, transaccionaram-se 181.478 habitações, mais 1,6% do que no ano anterior. O valor das operações ascendeu a 25,6 mil milhões de euros, sendo que também aqui se nota uma subida de 6,3%.

 

O quarto trimestre foi responsável por 49.232 transacções do total, mais 6,1% do que no mesmo período de 2018 e mais 7,4% do que no terceiro trimestre de 2019. Em valor, as habitações transaccionadas totalizaram 6,9 mil milhões de euros, o que corresponde a um aumento de 12,2% face ao homólogo de 2018.

 

O INE subblinha que os novos dados não reflectem ainda a situação actual determinada pela pandemia COVID-19. “É de esperar que as tendências aqui analisadas se alterem substancialmente”, indica o instituto. No entanto, as informações hoje divulgadas poderão servir de referência para avaliar precisamente desenvolvimentos futuros.

Partilhar