NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

Na Península Ibérica, o volume de vendas da Fnac aumentou +2,7% de acordo com dados publicados e +1% com dados comparáveis para o exercício de 2019. A Península Ibérica beneficiou da contínua expansão da empresa, com a abertura de oito centros durante o ano.

As vendas a partir da web também experimentaram um crescimento de dois dígitos na região.

 

As vendas na região beneficiaram-se do crescimento em Produtos Tecnológicos, – impulsionadas principalmente pelas vendas em Som e Telefonia -, e em Livros. As categorias de diversificação também registaram um forte crescimento, promovido pela Toys and Urban Mobility.

 

O lucro operacional foi de 25 milhões de euros em 2019, o mesmo que em 2018. A margem operacional foi de 3,5%.

No quarto trimestre de 2019, as receitas na Península Ibérica aumentaram +5,0% de acordo com dados publicados e +2,1% com dados comparáveis.

 

Enrique Martinez, Diretor Geral da Fnac Darty, afirma que 2019 foi um ano decisivo para o Grupo: »A nossa capacidade de inovação, a excelência das nossas marcas e a nossa sólida política de investimentos permitiram-nos acelerar significativamente a nossa transformação omnicanal e digital, demonstrando ao mesmo tempo a solidez do nosso modelo«. A este respeito, o executivo assinala que o Grupo está a demonstrar a sua capacidade de gerar um bom nível de fluxo de caixa operacional livre.

 

«Em 2020, o nosso Grupo fará progressos na integração das recentes aquisições e continuará a oferecer aos seus clientes uma experiência de compra única, moderna e digitalizada, sobretudo oferecendo uma escolha informada que nos diferencia«, acrescenta.

 

O Grupo estabeleceu a meta de aumentar ligeiramente o seu volume de vendas e lucro operacional corrente até 2020, e confirma o seu objectivo a médio prazo de alcançar um crescimento do volume de vendas superior ao dos seus mercados e uma margem operacional actual de 4,5% a 5%.

Partilhar