NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

O operador de logística DB Schenker anunciou hoje estar a preparar-se para expandir a atividade em Portugal nos próximos dois anos, prevendo investimentos na ordem dos seis milhões de euros no país.

"Estamos a crescer e queremos continuar a crescer", disse hoje aos jornalistas o presidente executivo (CEO) para a Península Ibérica da multinacional alemã, Juan Carlos Moro.

 

A empresa quer crescer, sobretudo, entre os polos do Porto e Lisboa e, nomeadamente, no eixo Vila do Conde-Coimbra devido à "grande procura dos seus produtos e serviços na área do transporte terrestre" nesta zona do país, encontrando-se, atualmente, em fase de avaliação de investimentos. A empresa pretende, no entanto, iniciar os projetos de expansão ainda este ano.

 

Em Portugal, a DB Schenker opera desde 1965, tem sede em Lisboa e seis escritórios próprios, acumulando um total de 25 mil metros quadrados de armazenagem e empregando cerca de 320 trabalhadores.

 

De acordo com o diretor da empresa em Portugal, Luís Marques, a empresa quer garantir que acompanha o crescimento do mercado português e que consegue encontrar soluções para todos os clientes, incluindo Pequenas e Médias Empresas (PME) e até mesmo particulares, apostando no "poder de conectividade" da rede da DB Schenker a nível global.

 

No início do mês, a DB Schenker lançou uma nova plataforma digital de reservas para serviços de transporte doméstico e internacional, designada por Connect 4 Land.

 

A plataforma, que está acessível através de computador, smartphone ou tablet, é ideal para remessas individuais até 2.500 quilogramas e disponibiliza informações sobre preços, agendamento e rastreamento da mercadoria em tempo real.

 

Esta plataforma, de acordo com os responsáveis, irá aproximar da DB Schenker às PME portuguesas, simplificando o processo logístico e adaptando as soluções às suas necessidades e dimensão.

 

O objetivo é também crescer em número de clientes pelo menos "até aos dois dígitos" (atualmente são entre seis e sete mil clientes), mas também aumentar entre 10/20% o quadro de recursos humanos da empresa, disse Luis Marques.

 

A nível global, a DB Schenker registou em 2018, pela primeira vez, mais de 17 mil milhões de euros em receitas, o que se traduziu num crescimento de 3,8%. Para tal, contribuiu significativamente o transporte terrestre (com um aumento de 7,3% para 7,1 mil milhões de euros) e o transporte aéreo (com uma subida de 7,8% para mais de 3,0 milhões de euros).

 

Em Portugal, a empresa ainda não tem dados finais relativos à atividade em 2018, contando divulgar esta informação "no prazo de dois meses".

 

A DB Schenker, detida pela Deutsche Bahn AG, está atualmente presente em 130 países, operando nas áreas do transporte terrestre, marítimo, aéreo e da logística contratual.

Partilhar