NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

Com olhos postos no futuro, a Indasa vai investir 25 milhões de euros para aumentar a capacidade produtiva e logística. Projeto estará concluído em 2022.

A Indasa produz mensalmente cerca de 1,4 milhões de metros de lixa para o segmento da repintura automóvel, contando com mais de cem clientes em todo o mundo. Com foco no futuro, a empresa aveirense tem já em andamento o projeto de expansão da capacidade produtiva e logística. É um investimento de 25 milhões de euros que estará concluído em 2022.

 

“O projeto de expansão da Indasa arrancou no segundo trimestre deste ano. A Indasa sentiu a necessidade de levar a cabo um conjunto de investimentos, no valor global de 25 milhões de euros, centrados em tecnologias sofisticadas, indutoras de superior capacidade e flexibilidade produtiva, que permitirão aumentar significativamente a capacidade produtiva instalada e de logística interna”, adianta José Pedro Marques, business controller da empresa, à margem da conferência “Alemanha como mercado destinatário: um potencial a explorar”.

 

Após a conclusão do projeto a área bruta construída aumentará para os 33 mil metros quadrados, o que corresponde a um aumento de 44%. José Pedro Marques destaca ao ECO que um dos objetivos desta ampliação “é ter capacidade de desenvolver produtos que ainda não fazem parte do nosso portfólio, de forma a responder à procura dos mercados de forma mais eficaz e chegar a mais lugares, com maior escala”.

 

A Indasa é especializada na produção de materiais e sistemas de lixamento inovadores com foco na indústria de reparação automóvel. “Estamos presentes em linhas de produção de marcas como a Volkswagen e a Audi”, destaca José Pedro Marques.

 

A empresa faturou o ano passado mais de 62 milhões de euros. A exportação representa mais de 90% do volume de negócios da Indasa, sendo o mercado europeu (56%) e o americano (25%) os principais clientes.

Partilhar