NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

O Governo flexibilizou o pagamento de impostos e contribuições sociais, mas os empresários defendem que mais do suspensos, esses pagamentos têm de ser eliminados.

Face à pandemia de coronavírus, o Governo preparou um pacote de apoios para as empresas mais afetadas, mas os empresários pedem mais medidas para evitar uma escalada das falências e assegurar a manutenção dos postos de trabalho. Ao Executivo, a Associação Empresarial de Portugal (AEP) exige, por isso, que os impostos sejam eliminados — em vez de suspensos ou diferidos –, que as linhas de financiamento tenham verbas ilimitadas e que a Segurança Social pague a totalidade da remuneração assegurada aos trabalhadores em lay-off.

 

Mais aqui

Partilhar