NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

Existem 34.477 empresas que vendem para o exterior. A União Europeia é o principal destino.

Número de exportadoras aumentou 9 mil em 10 anos
Hoje há cerca de 34.477 exportadoras em Portugal. Mais 9 mil que em 2008. E pesam 11% do tecido empresarial. 93% das exportadoras são portuguesas. As conclusões são da Informa D&B, que fez o retrato das empresas que vendem para fora.
Há hoje mais 9 mil exportadoras em Portugal do que há 10 anos. Mas o ritmo de crescimento de novas exportadoras abrandou desde 2014, segundo dados da Informa D&B, que realizou a 3.a edição do estudo Exportadoras em Portugal. No final de 2017, havia 34.477 exportadoras, um crescimento médio anualizado de 2% no período iniciado em 2012.
O peso das exportadoras no tecido empresarial nacional passou dos 8%, em 2008, para 11% em 2017. A Informa D&B salienta que "o número de exportadoras cresceu a um ritmo mais elevado do que o tecido empresarial". Além disso, as exportações tornaram-se mais relevantes para as próprias empresas. Se em 2008 pesavam 35% nos seus negócios, em 2017 j á representou 42%. A vocação exportadora é idêntica consoante nas empresas portuguesas ou estrangeiras. "Enquanto as primeiras usamos mercados externos para a expansão do seu negócio, como estratégia de crescimento e diversificação do risco, as exportadoras estrangeiras também dinamizam o mercado interno, realizando mais de metade das suas vendas e compras em Portugal", salienta a Informa D&B.
Por origem de capital, a quase totalidade das exportadoras são portuguesas (92%), mas pesam 55% no volume das exportações. Já as 8% de empresas estrangeiras fazem 41% das exportações, "manifestando uma maior vocação exportadora em quase todas as dimensões". A Informa D&B concluiu, ainda, que há um forte contributo "de controlo alemão e espanhol".

RETRATO DAS EXPORTADORAS
A Informa D&B fez o terceiro estudo "Exportadoras em Portugal - Empresas de Capital Nacional e Estrangeiro", incidindo no período entre 2014 e 2017. Analisou a origem, os mercados para onde exportam, a dimensão, os setores e a intensidade exportadora. As exportadoras totalizam nesse estudo 34.477 empresas, 11% do tecido empresarial.

HÁ MAIS 9 MIL EXPORTADORAS
Valores em unidade
De 2008 para 2017 o número de exportadoras aumentou 36,5%, num total de mais de 9 mil.

UNIÃO EUROPEIA É O PRINCIPAL DESTINO
Repartição dos mercados
Os mercados comunitários são o principal destino de negócio para 70% das exportadoras.

POUCOS DESTINOS DE EXPORTAÇÃO
Valores em percentagem
Metade das exportadoras só vende para um ou dois mercados fora de Portugal.

EMPRESAS NACIONAIS PESAM MAIS
Valores em percentagem
92% das exportadoras tem capital português, mas as estrangeiras fazem 41% das exportações.


MAIS EXPORTADORAS SAO MICROEMPRESAS
Número de exportadoras
As microempresas são as exportadoras em maior número. No entanto, têm baixo perfil exportador. Apenas 9,3% das micro exportam, o que contrasta com as grandes sociedades em que 57,5% vende para o exterior.

INDUSTRIA TEM MAIS PESO
Valores em número de exportadoras
A indústria é o setor que tem mais exportadoras. São mais de 9 mil as que integram esta atividade. 80% do volume das exportações está concentrado nos setores da indústria, do comércio grossista e dos transportes.

Grandes empresas estrangeiras e PME dão gás às vendas ao exterior
Segundo a informa D&B, por este tipo de empresas passaram dois terços do crescimento total das exportações em Portugal.
O impulso das exportações, entre 2014 e 2017, foi dado pelas grandes empresas internacionais, mas também pelas PME (pequenas e médias empresas). Segundo os dados da Informa D&B revelados ao Negócios, de 2014 a 2017 dois terços do total do crescimento das exportações foram da responsabilidade das empresas estrangeiras grandes, que deram um contributo de 36%, e das PME nacionais, que responderam por 30% da subida.


Mas, acrescenta a Informa D&B, "todas as exportadoras têm uma forte dinâmica de crescimento das suas exportações".
Por outro lado, a maior taxa de crescimento das exportações aconteceu nas grandes sociedades de capital estrangeiro (7,4%) e grandes sociedades nacionais (6,1%), que aumentaram o mesmo, em termos percentuais, que as PME portuguesas. As pequenas e médias estrangeiras registaram, por seu lado, uma taxa de crescimento de 5,4%.


Olhando para a dimensão, a Informa D&B realça que se as grandes empresas concentram a maior parte das exportações, há, no entanto, "cada vez mais PME" a vender para o exterior. Assim, são atualmente 6.028 as pequenas e médias
empresas que estão na lista das exportadoras, de um universo total de 34.477 sociedades que vendem para o exterior.
Nas nacionais, as PME destacam-se no volume de vendas ao exterior, fazendo 46% do total. Apesar de serem só 13% das 32 mil empresas nacionais exportadoras. No caso das estrangeiras, o maior volume de exportação (76%) é feito por grandes empresas, que correspondem a 8% das 3 mil sociedades que vendem de Portugal para o exterior.


Os mercados comunitários são o principal destino para 70% das exportadoras. Das 34.477 exportadoras, a maioria (52%) está apenas um ou dois mercados exteriores, mas fazem 14% das vendas para fora. Já as sociedades que estão em 3 a 5 mercados contribuem com 11% das exportações. O que significa que quem está em mais mercados contribui com mais vendas e tem mais intensidade exportadora medida pelas exportações em percentagem do volume de negócios. "Nas empresas que vendem para mais de cinco geografias, quase metade do volume de negócio provém dos mercados externos, enquanto esse valor não chega a um terço nas que vendem para um ou dois geografias."

28%
CINCO GEOGRAFIAS
Do total das exportadoras, 28% estão em mais de 5 mercados.

46%
INTENSIDADE
Empresas em mais mercados fazem 46% do negócio no exterior.

70%
UNIÃO EUROPEIA
Mercados comunitários são destino de negócio para 70% das empresas.

Partilhar