NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

A AICEP promove na próxima semana uma deslocação ao Japão, uma missão de investimento que conta com as participações do ministro das Infraestruturas e do secretário de Estado da Internacionalização, foi hoje divulgado.

De acordo com um comunicado da Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal (AICEP), a missão decorrerá entre 29 de janeiro e 02 de fevereiro e inclui encontros com investidores e grandes empresas com o objetivo de captar mais investimento para Portugal, o que pode passar por atrair novos investimentos ou pelo fortalecimento das atividades de empresas japonesas que já operam em Portugal.

 

As relações bilaterais entre Portugal e o Japão têm assumido significativo relevo na economia portuguesa, através da presença e cada vez maior interesse das empresas japonesas em Portugal.

 

"O Japão é um país com grande potencial de captação de investimento e é um mercado a que a AICEP tem dado particular relevância. Este trabalho que temos feito tem permitido colocar Portugal no mapa dos investidores japoneses. Por exemplo, a gigante Marubeni tem investido em Portugal e o ano passado abriu mesmo uma filial em Lisboa", afirmou no comunicado o presidente da AICEP, Luís Castro Henriques.

 

Na terça-feira, dia 30, será assinado um protocolo entre a AICEP e a JOI (Japan Institute for Overseas Investment), para reforçar a cooperação económica entre os dois países, através da partilha de informação, novas parcerias e avaliação de novas oportunidades e perspetivas de investimento.

 

Para o mesmo dia está marcado um seminário sobre as oportunidades de investimento em Portugal, no SMBC - Sumitomo Mitsui Banking Corporation, que contará com apresentações do ministro do Planeamento e das Infraestruturas, Pedro Marques, do secretário de Estado da Internacionalização, Eurico Brilhante Dias, e do Presidente da AICEP.

 

O seminário contará ainda com testemunhos de empresas japonesas que já investem em Portugal, como a Fujitsu e o Grupo Metts.

 

O encontro conta já com a inscrição de 170 representantes de empresas japonesas.

Partilhar