NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

Laboratório japonês comprou a companhia irlandesa, em 2019, por quase 77 mil milhões de dólares. Integração ao nível nacional das duas empresas ficou agora finalizada.

A companhia farmacêutica Takeda anunciou esta segunda-feira que ficou concluído o processo de integração da Shire em Portugal, tornando as duas farmacêuticas numa “única entidade comercial e legal – a Takeda Farmacêuticos Portugal”.

 

“Com esta integração, a Takeda Portugal tem agora um portefólio de soluções terapêuticas altamente inovadoras centrada em quatro áreas terapêuticas: oncologia, gastrenterologia, hemofilia e plasma e doenças raras genéticas”, faz notar em comunicado a companhia de origem japonesa Takeda.

 

Recorde que a Takeda adquiriu no início de 2019 a irlandesa Shire, por cerca de 76,9 mil milhões de dólares (cerca de 71,1 mil milhões de euros ao câmbio atual), numa das maiores operações do sector farmacêutico a nível mundial. A combinação dos dois negócios gera, agora, receitas na ordem dos 30 mil milhões de dólares (à volta de 27,7 mil milhões de euros) por ano.

 

A Takeda Portugal tem uma equipa de cerca de 50 pessoas e mudou-se para um novo escritório comum na Quinta da Fonte.

 

“Foi um ano de grande exigência para a nossa equipa local, com tudo o que um processo de integração acarreta ao nível de múltiplos processos, como sistema legal, tecnológico, processual, de recursos humanos, entre tantos outros, enquanto a equipa mantinha o foco nos doentes e em assegurar que os nossos medicamentos chegavam a todos os que podem beneficiar deles”, diz Carla Benedito, diretora-geral do laboratório, citada na nota de imprensa.

 

A que se soma um início de ano com “outro grande desafio global e local, trazido pela Covid-19, e enquanto companhia estamos a fazer todos os esforços para contribuir com uma terapêutica derivada de plasma para tratamento desta doença grave, o por agora designado TAK888”, adianta a responsável.

 

Com presença em mais de 80 países e regiões, a Takeda é uma empresa biofarmacêutica, sediada no Japão, e apesar de, em Portugal estar, sobretudo, em quatro áreas terapêuticas – oncologia, gastrenterologia, hemofilia e Plasma e doenças raras genéticas, também tem investido em investigação e desenvolvimento no segmento das neurociências e vacinas.

Partilhar