NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

“Destino Ibérico, turismo rural sem fronteiras” é o tema do VI COETUR, Congresso Europeu de Turismo Rural, que este ano se realiza pela primeira vez em Portugal, nos dias 29 e 30 de Maio, no Sabugal. A região espanhola da Extremadura é o destino convidado.

O encontro, organizado Escapa Rural, que decorrerá no Hotel Cró, dirigido a profissionais e agentes de turismo rural, deverá acolher 200 participantes, um número “bastante satisfatório”, segundo Ana Alonso, directora de Comunicação e Relações Institucionais da Escapada Rural, acrescentando que a escolha temática deste ano “responde a um interesse estratégico, por parte dos responsáveis turísticos de Portugal e Espanha, em coordenar esforços que posicionem a Península Ibérica como um destino atractivo a nível mundial, especialmente para os turistas de mercados mais longínquos”.

 

As Aldeias Históricas de Portugal e o município de Sabugal são os anfitriões do evento e contam com o apoio institucional do Turismo Centro de Portugal e Turismo de Portugal.

 

Para Pedro Machado, presidente do Turismo Centro de Portugal, existem cinco pontos essenciais para se terem juntado a esta iniciativa: “O primeiro tem a ver com esta ambição de ligarmos cada vez mais as regiões dos dois países em projectos conjuntos, um desígnio que traçámos já em 2017 e que passa por podermos contribuir para criar um verdadeiro destino turístico. Depois queremos consolidar a relação que temos com o mercado espanhol, uma vez que é o nosso principal emissor de turistas e ao mesmo tempo esbater a sazonalidade. Em terceiro lugar a existência de verdadeiras redes colaborativas. Depois valorizar os territórios da chamada baixa densidade ou os territórios rurais e contribuir para esbater o preconceito do consumidor em relação a um turismo com uma oferta com menos qualidade. Acreditamos que no Centro de Portugal temos infra-estruturas com excelente oferta. Finalmente queremos que nos ajude a captar investimento, ou seja, que os investidores possam encontrar nos meios rurais bolsas de investimento quer na hotelaria quer na restauração ou em empresas de animação turística.”


Ana Alonso fez ainda saber que entre as temáticas a ser discutidas neste congresso estão “como atrair os clientes estrangeiros criando uma oferta atractiva para quem vem de fora”, uma vez que se em Portugal 47% dos alojamentos rurais recebem turistas estrangeiros, em Espanha apenas 6% desses mesmos alojamentos são procurados por estrangeiros. Em cima da mesa estarão ainda as tendências no turismo rural e as oportunidades existentes neste sector.

 

O programa do Congresso para os dois dias terá alguns painéis, mas também mesas redondas e um espaço de networking. “Desafios Do Destino Ibérico”, “Turismo Rural nos Mercados Estrangeiros: Experiências da Associação Lituana em Desenvolvimento de Novas Tendências”, “Alianças Territoriais. Casos de sucesso” são alguns dos painéis a serem debatidos.

 

Destaque ainda para a entrega anual de Prémios Escapada Rural, que premeia o Alojamento que teve melhores comentários em 2018 na Escaparural.com; o Destino e um Blogger de Viagens.

 

O programa do COETUR pode ser consultado em www.coetur.com.

Partilhar