NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

Várias equipas de professores e alunos, de diferentes especializações na FCT NOVA, colocaram mãos à obra e estão a criar material para ajudar os profissionais de saúde a combater o novo coronavírus.

No Departamento de Química da FCT NOVA, um professor, um investigador e um aluno ocuparam uma manhã para preparar 300 litros de gel desinfetante com base no material doado pelos colega dos laboratórios. Os 300 litros vão ser doados ao Hospital de Santa Maria, em Lisboa e foram feitos com base em etanol, glicerol e água oxigenada.

 

Esta não é a única iniciativa do género naquela universidade: no Departamento de Engenharia Mecânica e Industrial (DEMI), em colaboração com o FCT Fablab, há uma linha de montagem para a produção de máscaras viseiras que já produziu mais de 400 unidades que serão entregues nos hospitais de Vila Franca de Xira, Cascais, Santa Maria, Garcia de Orta, Parque da Saúde de Alvalade, São José, Curry Cabral e Luz. Em condições ideais, esta linha de montagem é capaz de assegurar a produção diária de 100 máscaras, sendo necessárias duas horas para produzir cada unidade, explica o comunicado de imprensa.

 

Quatro alunos de Engenharia Mecânica estão a fabricar máscaras com materiais comuns de bricolage, como folhas de acetato e elásticos e uma impressora 3D comum, que não podem ser usadas em situações delicadas, como na UCI, mas são ideais para o contacto direto com o público, tendo utilidade para várias situações como as consultas médicas, por exemplo.

Partilhar