NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

A tecnológica OutSystems vai lançar dois projetos de inovação e desenvolvimento, cofinanciados pelo Governo português, no valor de 5,1 milhões de euros, adiantou a empresa em comunicado.

Em cima da mesa está o recurso ao Portugal 2020 e ao programa Carnegie Mellon Portugal, um programa para a educação, investigação e inovação que junta a Universidade Carnegie Mellon, dos EUA, a outras universidades, instituições de investigação e empresas portuguesas, para ajudar no financiamento das duas iniciativas, referiu o grupo.

"Os projetos DEV4ALL e GOLEM, em parceria com diversas universidades e institutos de investigação", incluindo a FCT Nova, através do centro Nova Lincs, a Universidade do Minho, INESC-ID, INESC TEC e a universidade Carnegie Mellon, "pretendem acelerar a inovação disruptiva no setor de desenvolvimento de 'low-code' e tornar o desenvolvimento de aplicações mais acessível a pessoas não especializadas", indicou a OutSystems.

A tecnológica detalhou que o DEV4ALL "pretende construir uma sociedade de programadores e reúne um conjunto de iniciativas para tornar o desenvolvimento de tecnologia 'low-code' ainda mais fácil", sendo que o objetivo é "unificar os modelos de programação 'web' e móvel, criar linguagens mais fáceis de usar, promover o desenvolvimento colaborativo em 'low-code', criar aplicações inteligentes sem escrever código, utilizar Inteligência Artificial para apoiar o próprio desenvolvimento e facilitar a aprendizagem da tecnologia 'low-code'", lê-se na mesma nota.

Já o GOLEM tem como principais objetivos "automatizar a programação e revolucionar a experiência de desenvolvimento de aplicações", de acordo com a OutSystems.

Citado na mesma informação, João Abril de Abreu, Innovation and University Relations Manager (responsável pela relações com as universidades e inovação) da empresa sublinhou que "estes dois projetos mostram bem como a OutSystems continua a olhar para o futuro, liderando iniciativas que vão revolucionar o mercado de desenvolvimento de aplicações".

Partilhar