NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

A ACCIONA, o maior produtor mundial exclusivamente dedicado às energias renováveis, efetua um investimento até 150 milhões de euros nos próximos cinco anos, para duplicar a capacidade atual do seu parque energético em Portugal.

O compromisso foi anunciado no recente webinar “Energia Renovável para empresas em Portugal”, organizado pela ACCIONA com o apoio institucional da APREN, onde se debateram os atuais desafios energéticos e ambientais das empresas nacionais. Assista ao webinar aqui.

 

Este objetivo na produção responde à procura das empresas portuguesas, cada vez mais comprometidas com a sustentabilidade e a redução da pegada de carbono de suas atividades. Em média, desde 2017 que a comercialização de energia limpa da ACCIONA cresce 30 por cento ao ano no país.

 

A procura por energia e infraestruturas sustentáveis faz parte do plano de crescimento da ACCIONA, cujo modelo de negócio assenta na sustentabilidade como uma das suas traves-mestras. Dessa forma, será viável a empresa continuar a evoluir em duas das principais vertentes de negócio: comercialização e produção de energia elétrica.

 

A ACCIONA foi eleita pela sexta vez consecutiva como a utility global mais “verde” do planeta. A empresa está presente em Portugal desde 1948 em várias áreas de atuação e, nos últimos 15 anos, como produtora de eletricidade 100 por cento renovável. É mesmo, e desde 2015, o maior produtor de energia verde a atuar no país. Possuí atualmente uma central solar fotovoltaica de 46MWp na Amareleja, bem como com 120 MW, distribuídos em 16 parques eólicos.

 

A nível global, contribuiu no último ano para a redução em 15 milhões de toneladas na emissão de dióxido de carbono para a atmosfera – equivalente à retirada de mais de três milhões de veículos de circulação. A divisão de energia da ACCIONA encontra-se presente em 16 países e assegura uma produção de 10.240 MW, através de parques eólicos, centrais hidroelétricas, centrais fotovoltaicas, centrais de biomassa e, ainda, uma central solar termoelétrica, localizada nos EUA.

Partilhar