NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

A par desta decisão, as escolas do Turismo de Portugal vão também reduzir em 50% o custo das inscrições e matrículas.

As escolas do Turismo de Portugal vão acabar com as propinas, já no próximo ano letivo, para os alunos que frequentam os cursos de nível IV, o que equivale à escolaridade obrigatória. As candidaturas para as escolas do Turismo de Portugal estão abertas até ao dia 18 de julho.

 

Esta medida tem como objetivo "garantir os princípios constitucionais da igualdade de oportunidades e do acesso de todos os estudantes à educação gratuita", conforme se pode ler num comunicado a que o Notícias ao Minuto teve acesso.

 

A par desta decisão, as escolas do Turismo de Portugal vão também reduzir em 50% o custo das inscrições e matrículas, tanto para o nível IV como para o nível V, de acordo com o mesmo comunicado.

 

Além destas novidades, as Escolas do Turismo de Portugal vão reforçar a ligação ao setor empresarial regional, afirmando a sua missão de suporte à inovação no setor, à promoção da diversidade regional, da valorização dos produtos endógenos e da articulação aos produtos e serviços turísticos.

 

A rede de 12 Escolas do Turismo de Portugal implementa um programa formativo - Tourism Training Talent - focado nas componentes da comunicação, da gestão e das vendas, com uma atenção especial à inovação e ao conhecimento nos domínios do marketing e do digital.

 

Em 2018, empregabilidade foi de 94%

 

Os alunos formados nas escolas do Turismo de Portugal têm uma taxa de empregabilidade de 94%, de acordo com o mais recente Estudo de Inserção Profissional, relativo a 2018, de acordo com o mesmo comunicado.

 

A maioria dos inquiridos (87%) encontra-se a trabalhar nas áreas da Hotelaria e Restauração, tendo 70,7% conseguido colocação no mercado de trabalho em menos de um mês e, 91,7% em menos de três meses.

Partilhar