NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

Apesar da produção automóvel estar suspensa até 12 de abril, a Autoeuropa e os seus trabalhadores quiseram juntar-se à luta contra a epidemia do coronavírus em Portugal.

A Autoeuropa está a produzir viseiras para doar a hospitais em todo o país. Apesar da produção automóvel permanecer suspensa devido à epidemia do novo coronavírus (Covid-19), uma parte da fábrica está a produzir 100 viseiras por dia.

 

A ideia partiu de alguns trabalhadores da empresa, explica fonte oficial da Autoeuropa ao Jornal Económico, sublinhando que as viseiras são para doar aos hospitais.

 

Esta foi a forma da fábrica portuguesa da Volkswagen e dos seus trabalhadores de contribuírem para a luta contra esta epidemia que já provocou 140 mortes e mais de 6.400 casos confirmados em Portugal.

 

A produção começou na semana passada, com as “primeiras máscaras a serem doadas aos hospitais de Setúbal e do Barreiro, mas neste momento estão a ir para todo o país”, disse ao JE o coordenador da comissão de trabalhadores da Autoeuropa, Fausto Dionísio.

 

“Estamos agora a produzir 1oo máscaras por dia e os pedidos têm surgido de norte a sul do país”, afirma Fausto Dionísio.

Até agora, cerca de 10 a 15 trabalhadores estavam a participar na produção das viseiras, mas este número deve aumentar, pois este equipamento já está a ser produzido em dois turnos, segundo o coordenador.

 

As viseiras de proteção facial fazem parte da lista de equipamentos de proteção individual (EPI) recomendados pela Direção-Geral da Saúde (DGS) aos profissionais de saúde.

 

Já a produção automóvel na fábrica de Palmela vai continuar suspensa até dia 12 de abril, disse o coordenador da CT.

Partilhar