NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

A TAP, que já tinha anunciado uma redução em quase 98% dos voos, a partir de 1 de Maio amplia a redução para 99,7%, nomeadamente parando todos os voos de longo curso e praticamente só fica com cinco voos por semana para Açores e Madeira e quatro para Londres Heathrow.

O novo calendário da companhia, para o período de 1 de Abril a 4 de Maio, mostra que além de não ter voos para África, como já indicara no calendário até ao fim de Março, também não terá voos para o Brasil e para a América do Norte.

 

Quanto às rotas internacionais intra-europeias, de que na primeira redução tinham ‘sobrevivido’ seis, com 14 voos por semana, no novo calendário só fica uma, com quatro voos por semana.

 

Em relação aos voos domésticos, a TAP deixa “sem operação” até 4 de Maio a rota Lisboa – Porto, em que inicialmente previa manter três por dia.

 

Assim, a companhia apenas mantém voos de Lisboa para o Funchal, Ponta Delgada e Terceira, mas também com reduções, a Madeira de dois voos por dia (14 por semana) para dois por semana, Ponta Delgada, de um voo por dia (sete por semana) para dois por semana, e a Terceira, de três para um voo por semana.

 

A TAP, que indica que a sua operação normal aproxima-se dos três mil voos por semana, fica assim, em todo o mês de Abril e nos primeiros dias de Maio, reduzida a nove voos por semana, o que significa um corte de 99,7%.

Partilhar