NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

Os clientes estrangeiros representaram em 2019 cerca de 35% da compra de casas na Área de Reabilitação Urbana de Lisboa, com os chineses a liderar o grupo. Resta agora saber como irá comportar-se o mercado no período pós-pandemia.

Os estrangeiros têm sido essenciais à dinâmica imobiliária de Lisboa e durante os últimos sete anos sucederam-se os projetos centrados no segmentos mais altos, onde estes clientes absorvem uma importante fatia. Mas qual é o peso real dos estrangeiros versus os clientes nacionais na compra de casa na chamada Área de Reabilitação Urbana (ARU) de Lisboa, que agrega todas as freguesias da cidade, excluindo as do Parque das Nações, Lumiar e Santa Clara? Um levantamento feito pela Confidencial Imobiliário e hoje divulgado, apurou que os clientes estrangeiros adquiriram em 2019 na ARU 1.630 imóveis residenciais, a um ritmo médio de 31 casas por semana e o equivalente a 744,3 milhões de euros.

 

Mais aqui

Partilhar