NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

O montante ficou, no entanto, abaixo das estimativas dos analistas devido ao Brexit. O banco britânico fez provisões provisões de 150 milhões de libras (173 milhões de euros).

O Barclays consolidou, no ano passado, as contas, com um regresso aos resultados positivos. O banco britânico reportou um lucro de 3,5 mil milhões de libras (cerca de 4 mil milhões de euros) em 2018, impulsionado pelo aumento das receitas e diminuição dos custos, num relatório publicado esta quinta-feira.

 

As contas anuais representam uma melhoria significativa face aos prejuízos de 1,92 mil milhões de libras (2,2 mil milhões de euros) no total de 2017. O montante ficou, no entanto, abaixo das estimativas dos analistas devido ao processo de saída do Reino Unido da União Europeia.

 

O banco está a acautelar a incerteza do Brexit, tendo feito provisões de 150 milhões de libras (173 milhões de euros) contra perdas no processo, em linha com o que já foi feito por outras instituições financeiras britânicas como o HSBC ou o Royal Bank of Scotland.

 

As contas do negócio do banco de investimento do Barclays estiveram em especial destaque já que o CEO Jes Staley entrou em conflito com o acionista Edward Bramson, que tem defendido o abandono do plano de expansão da banca de investimento para dar primazia a negócios menos arriscado.

 

O segmento da banca de investimento do Barclays registou um aumentou de 15% nos lucros no ano, para 2,6 mil milhões de libras (quase três mil milhões de euros), com a negociação de ações a renderem mais 25% que no período homólogo. A divisão internacional do Barclays, em que se inclui o banco de investimento, reportou um lucro antes de impostos de 3,9 mil milhões de libras (4,5 mil milhões de euros).

 

O Barclays propôs um dividendo de 0,65 libras (0,75 euros) por ação e sinalizou intenções de aumentar a distribuição da remuneração dos acionistas. Na bolsa londrina, os títulos do banco liderado por Staley seguem a ganhar mais de 3% para 165,98 libras (191,47 euros).

Partilhar