NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

A Blockbird Ventures está a trabalhar há alguns meses na solução para a unidade hospitalar.

O Hospital St. Louis, em Lisboa, vai contar com uma plataforma de gestão de privacidade de dados pessoais que utiliza a tecnologia Blockchain para manter a integridade e transparência da informação e em compliance com o Regulamento Geral de Protecção de Dados (RGPD).

 

A Blockbird Ventures está a trabalhar há alguns meses na solução. “A ideia surgiu de um paper científico do nosso advisor Miguel Pupo Correia, professor do Instituto Superior Técnico. Transformámos o paper num protótipo e ideia de negócio e vencemos o Blockchain Innovation Challenge da Aliança Portuguesa de Blockchain. Agora vamos entrar no mercado com o Hospital St. Louis”, explicou José Varatojo, da Blockbird Ventures.

 

A Blockbird está também em conversações com outras empresas não só na área da saúde. “Temos uma plataforma de gestão de privacidade de dados, por isso qualquer empresa que lide com dados pessoais é um potencial cliente. Além disso estamos também a olhar para o estrangeiro – tal como na Europa, os EUA passaram uma lei semelhante ao RGPD (“California Privacy Act“), no Brasil entrará em vigor o RGPD Tropical em 2020. Acreditamos que o mercado de privacidade vai crescer significativamente nos próximos anos”, disse José Figueiredo, co-fundador da Blockbird Ventures.

 

Para Bernardo Teixeira, responsável pelo Departamento Informático do St. Louis, “a plataforma da Blockbird Ventures é uma solução inteligente para assegurar a privacidade de dados digitais e que integra com as principais aplicações que utilizamos actualmente. Além disso, o uso da tecnologia Blockchain, permite garantir a veracidade e imutabilidade da informação perante os nossos pacientes e perante o Regulador”.

Partilhar