NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

O Governo Regional dos Açores vai disponibilizar diretamente um apoio financeiro, sob a forma de adiantamento reembolsável, às empresas dos setores de atividade que tiveram de suspender ou reduzir substancialmente as suas atividades durante este mês.

O Governo Regional dos Açores vai disponibilizar diretamente um apoio financeiro, sob a forma de adiantamento reembolsável, às empresas dos setores de atividade que tiveram de suspender ou reduzir substancialmente as suas atividades durante o mês de março, no montante correspondente a 90% do salário mínimo, por cada trabalhador, para apoio ao pagamento dos seus vencimentos. Este apoio imediato à liquidez das empresas será transformado em apoio não reembolsável, sob a forma de subsídio a fundo perdido, caso as empresas mantenham o seu nível de emprego até ao final do ano, ou devolvido após as empresas beneficiarem das linhas de crédito criadas para o efeito.

 

No âmbito das medidas já aprovadas pelo Governo dos Açores para apoio mais urgente e imediato à economia e à manutenção do emprego, a partir de segunda-feira, 30 de março, estão abertas as candidaturas para a disponibilização desse apoio.

 

Apoio imediato à liquidez

 

“No sentido de apoiar de imediato as empresas a garantir a liquidez para o pagamento dos vencimentos dos seus trabalhadores, o Governo dos Açores já operacionalizou, através da Resolução n.º 70 de 2020, a medida de apoio urgente à tesouraria das empresas para pagamentos de salários dos setores de atividade económica que tiveram de suspender ou reduzir substancialmente as suas atividades durante o mês de março”, realça uma nota de imprensa do Executivo açoriano.

“Esta medida de antecipação de liquidez permite a estas empresas fazerem face às despesas com pessoal e constitui também um forte incentivo à manutenção dos seus trabalhadores”, acrescenta a mesma nota.

 

Para quem?

 

Esta medida destina-se aos setores de atividade que já registam suspensão ou redução substancial da sua atividade, nomeadamente o comércio, com excepção do comércio alimentar, os setores do turismo, as atividades complementares do turismo, a hotelaria e restauração e outros setores dos serviços.

 

“Sendo a primeira medida concreta de apoio à liquidez das empresas e manutenção do emprego que se aplica apenas nos Açores, vai permitir às empresas açorianas um apoio adicional e excepcional face ao contexto nacional”, garante o Governo Regional dos Açores.

Partilhar