NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

O Abanca concluiu a integração da Caixa Geral em Espanha. Em Portugal, o banco espanhol acordou a compra de 95% do EuroBic.

O espanhol Abanca concluiu a integração da filial espanhola da Caixa Geral de Depósitos (CGD), adicionando ao grupo 131 mil clientes e 100 agências bancária.

 

“Depois da decisão prévia da fusão jurídica e contabilística de ambas as entidades, a integração dos sistemas informáticos foi desenvolvida segundo o calendário previsto e sem nenhuma incidência no serviço aos clientes”, anunciou o banco num comunicado divulgado no final da tarde de ontem.

 

“Em termos de negócio, o Abanca soma com esta fusão cerca de 7.000 milhões de euros e uma centena de balcões espalhados por toda a geografia espanhola”, acrescentou.

 

A conclusão da integração é o culminar de uma operação iniciada no final de 2018, quando o ABanca venceu o processo de venda da filial da CGD, lançado pelo governo, no âmbito do plano de reestruturação acordado com Bruxelas, relativo à capitalização do banco estatal.

 

Além da migração tecnológica, “foi realizado o rebranding nas agências do Banco Caixa Geral, que já têm a imagem do Abanca”, tendo o banco mudado a imagem exterior e interior de uma centena de balcões, localizados em dez comunidades autónomas.

 

“A transformação interior destas sucursais será concluída nos próximos meses com a implementação progressiva do modelo de negócio”, adiantou.

 

Em Portugal, o Abanca prossegue com o negócio de compra de 95% do EuroBic, detido em 42,5% pela empresária angolana Isabel dos Santos, a principal visada no caso Luanda Leaks.

 

Na sexta-feira passada, fonte oficial do Abanca afirmou ao Dinheiro Vivo que o negócio “decorre de acordo com o planeado”, apesar de a justiça ter decretado o arresto de todos os bens e contas bancárias de Isabel dos Santos em Portugal.

Partilhar