AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

Contact Us


Homepage » Internacionalizar

 Mercados Externos 

Estados Unidos da América

 


Estados Unidos da América
 
Principais Clientes e Fornecedores 2016
Quota %
  
 
 
Ambiente de Negócios
 

   /137

Competitividade

(Rank no Global Competitiveness Index 2016-2017)

 

 

  18º /176

Transparência

(Rank no Corruption Perceptions Index 2016)

 

   /190

Facilidade de Negócios

(Rank Doing Business Report 2017)

 

 

  /82

Ranking Global

(EIU - Economist Intelligence Unit)

Fonte: ITC - International Trade Center
 

Oportunidades e Dificuldades


Para além de ser o maior mercado consumidor, os EUA posicionaram-se, em 2016, como o primeiro importador mundial, pelo que o seu mercado continua a apresentar enormes potencialidades. No entanto devido às políticas protecionistas, existem ainda importantes restrições que afetam o comércio de mercadorias. Estas restrições assumem formas diferentes, nomeadamente a imposição de taxas de direitos alfandegários elevados aplicados a algumas mercadorias/setores, normas e disposições legislativas complexas, standards e procedimentos técnicos, quotas restritivas e acordos preferenciais.

Guia Prático de Acesso ao Mercado / Oportunidades e Dificuldades / Condições legais de acesso


Ambiente Económico e Relações Bilaterais com Portugal


A crise financeira de 2009 teve um enorme impacto nos EUA, conhecendo o país a sua pior recessão desde a década de 1930. Todavia, a economia norte-americana tem vindo a recuperar, em parte, graças ao plano do Governo anterior de relançamento orçamental e monetário. As taxas de juros baixas, o aumento do consumo das famílias, a vigorosa criação de empregos e modernização das empresas permitiram que a taxa de crescimento do PIB, em 2016, atingisse 1,5%, ainda que um crescimento mais modesto que em 2015 (2,9%). Entre 2017 e 2019, espera-se que o PIB cresça anualmente 2,2%, devido ao consumo privado, aumento do investimento público e privado (com efeitos positivos na taxa de desemprego) e descida de impostos (sobre empresas e rendimentos mais elevados)

Flash País / Ficha de Mercado

Nos últimos cinco anos, a balança comercial de bens e serviços entre Portugal e os EUA tem sido amplamente favorável ao nosso país. O crescimento médio anual das exportações, no período 2013-2017, foi de 8,6%, enquanto as importações aumentaram, em média, 6,1%. No que diz respeito ao comércio de bens em 2017, os EUA continuam a ser o nosso 5º maior cliente representando 5,2% das exportações portuguesas.

Análise de Exposição ao Mercado / Relações Económicas Bilaterais


Empresas Exportadoras Portuguesas


O número de empresas portuguesas exportadoras para os EUA tem registado uma tendência crescente, com uma variação média nos últimos cinco anos de 7,8%. No ano de 2017 o total de empresas exportadoras para os EUA foi de 3220, o que representa um aumento de 3,6% face a 2016.

Maiores Empresas Portuguesas Exportadoras de Bens 2017

Para mais informações consulte a nossa Livraria Digital


Ações realizadas


 Saiba mais >

 Saiba mais >

 Saiba mais >

 

 

  


Informação Relevante


                                                                                                              A Rede Externa da AICEP   

Partilhar