AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

Contact Us


Homepage » Eventos » Feiras Internacionais

 

Feira Marocotel 2018

 

Setores: Casa e Hotelaria

Data: 14 a 17 de março 2018 
Local: Casablanca
Inscrição gratuita: online, até 28 de fevereiro

 

A aicep participou, com um stand institucional, na feira Marocotel 2018, cujo objetivo é dar a conhecer a oferta portuguesa e a sua capacidade de responder às novas necessidades do setor hoteleiro em Marrocos.


Empresas nacionais da fileira Casa e fabricantes de produtos dirigidos ao setor hoteleiro (decoração) têm a possibilidade promover os seus produtos nesta mostra através da disponibilização de informação  catálogos, vídeos, entre outros  que será disponibilizada aos visitantes nos dias de exposição.


Pretendeu-se, com a presença institucional, promover a oferta portuguesa no setor da decoração hoteleira, que se encontra em crescimento. Esta presença dá também continuidade a participação idêntica que se promoveu, em 2017, na feira Cremai. O objetivo desta primeira atuação no mercado foi largamente alcançado, tendo em conta número de interessados que nos visitaram e as questões colocadas.

 

Com a dinamização deste espaço na Marocotel 2018 procuramos contribuir para o aumento da notoriedade de Portugal num mercado que ainda desconhece o nosso saber fazer e capacidade de criar produtos diferenciados.  


 

A AICEP reserva-se o direito de proceder ao cancelamento da ação, em função de fatores que considere relevantes para uma eficaz execução do evento. 

 

Sobre Marrocos: 

 

A estabilidade política e social do Reino de Marrocos é sem dúvida uma das principais vantagens do país e que muito tem contribuído para o seu desenvolvimento económico. Marrocos é uma economia muito aberta - tem acordos de livre circulação de mercadorias com 55 países - e diversificada, apoiada em políticas e estratégias concertadas de investimento público e privado ao nível sectorial, em diversos domínios que, em sintonia com as reformas estruturais das finanças públicas recentemente introduzidas, permitiram reforçar a sua posição como um dos principais atores da região em termos económicos e comerciais.

Em termos regionais, Marrocos tem apostado fortemente em transformar-se na porta de entrada da Europa e resto do Mundo em África. Para este posicionamento, por um lado importa compreender que para compensar a crise dos mercados europeus e o abrandamento económico que daí resultou, Marrocos iniciou há cerca de quatro anos uma política de expansão comercial liderada pelo Rei Mohamed VI junto dos países da África Subsariana, com o objetivo de encontrar alternativas de negócio para o meio empresarial marroquino, tanto público como privado.

Os efeitos da crise na Europa e o abrandamento do investimento público marroquino deram origem a uma aproximação económica aos países da África Ocidental, com os quais Marrocos mantém excelentes relações políticas. Neste sentido, têm sido adjudicados a empresas marroquinas importantes projetos de investimento público nesses países.

Assim, importa explorar o interesse existente na criação de parcerias com empresas portuguesas para realização de alguns desses projetos, em países onde tradicionalmente Portugal não tem atividade.

Por outro lado, Marrocos tem um interesse muito concreto no desenvolvimento de parcerias que permitam às empresas marroquinas abordar países africanos da CPLP e o Brasil, onde Portugal tem uma importante presença empresarial.

Organização                               Cofinanciamento

 

                             

Partilhar